Artigos | Articulistas
Fonte: Dom Paulo Mendes Peixoto + Ver Mais Artigo do Autor


Sobre o Autor -
, -

Tudo novo - 04/12/2017 - 14:26

A sensação de final de ano é muito agradável. É colheita da uma caminhada tumultuada de atividades, mas também a alegria de que tudo vai começar de novo. “Descartamos” o passado, cheio de experiências positivas e negativas, para agora iniciar 2018 com a expectativa de que seja um ano promissor, de realizações positivas e de escolhas responsáveis e iluminadas pelo Espírito de Deus.
O nascimento de Jesus passa pelas palavras sábias de João Batista, fazendo a transição do Antigo para o Novo Testamento. Ele proclama a chegada dos novos tempos e anuncia a realização da profecia de Isaías 7,14: “De uma virgem nascerá o Emanuel, Deus conosco”. O divino se torna humano, um de nós, para divinizar o humano e realizar a plenitude da Aliança feita por Deus com Abraão.
Mas a história continua sua trajetória, agora em novos tempos, novas realizações da cultura moderna, novas tecnologias, numa cibernética encantadora. Parece até ultrapassar os limites da capacidade humana, transformando o ser humano em ser submisso aos inventos da capacidade intelectual. Mas não descartamos, que tudo isso, nada mais é do que os talentos presentas nas pessoas.
Na verdade, o que é sempre novo é o amor proclamado por Jesus cristo. Ele é percebido nas atitudes concretas das pessoas, em sua forma de atuar na sociedade e na capacidade de doação para fazer o outro feliz. Não é amor egoísta, individualista ou intimista, que valoriza só o bem estar pessoal. A dinâmica de Jesus teve sua culminância na cruz, entregando-se totalmente num gesto salvador.
Estamos em tempo de muitas incertezas, num país cheio de incógnitas, desconfiados das autoridades de hoje e preocupados com o novo que deverá chegar. Teremos eleições em 2018 e há o perigo da continuação do velho e esperto político que faz da política um cabide de emprego. E são muitos que não abrem mão do poder e não deixam entrar novas lideranças para formar um Estado novo.
Celebrar a Festa do Natal deve ser celebração da esperança, porque Deus sempre foi fiel em conduzir o povo para a liberdade e a paz. Nas dimensões difíceis da sociedade atual, os cristãos devem demonstrar grandeza em sua fé e lutar para construir “novos céus e nova terra” (II Pd 3,13). Nessa nova terra deverá ser praticada a justiça, transformando o egoísmo no reino de fraternidade e paz.

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Articulistas         Catolicanet
A alegria cristã
A proximidade do Natal cria um clima de alegria, de...
Catolicanet 15.12.2017
Criaturas novas de Deus
Voltados à contemplação do mistério da encarnação,...
Pe Geovane Saraiva 13.12.2017
Espírito de alegria
Apesar da miséria, da violência e das guerras no mundo, a...
Dom Paulo Mendes Peixoto 11.12.2017
Cursos
Buscar Cursos
 
 
Catequese Inclusiva
O Curso on line de catequese Inclusiva, tem como objetivo incentivar os ...

R$65.00


Curso para Catequista
*Cá entre nós* é um convite, um chamado para bater um papo amigo. É a ...

R$68.00


- Curso Bíblico Nível I
- Curso de Comunicação
+ Ver todos os cursos
 

Banner

Catolicanet - Tel: 55 (0xx) 11 5660-6800
Atendimento disponível das 08:00 às 12:00 e das 13:00 às 17:00hs,
exceto Sábados, Domingos e Feriados.

Sobre a Catolicanet Imprensa Contato Política de Privacidade

2017 - Todos os direitos reservados - www.catolicanet.com.br Desenvolvido por: Grupo O.F.